Qual a diferença básica entre benefício definido (BD) e contribuição definida (CD)?

Entende-se por plano de Benefício Definido aquele cujos benefícios programados têm seu valor ou nível previamente estabelecido em Regulamento.

O plano é de caráter coletivo, mutualista.

O benefício não possui relação direta com o montante de contribuições pagas.

Entende-se por plano de benefício de caráter previdenciário na modalidade de Contribuição Definida aquele cujos benefícios programados têm seu valor permanentemente ajustados ao saldo de conta mantido em favor do participante.

O plano é de caráter individual.

O valor do benefício é calculado somente no momento da aposentadoria e dependerá do saldo da conta individual do participante.

No plano de Benefício Definido (BD), quando o participante desliga da patrocinadora, além de sua Reserva de Poupança, ele saca a parte que a empresa depositou para ele?

O plano BD é uma modalidade de formação de poupança previdenciária solidária, ou seja, patrocinadora e participante realizam contribuições mensalmente para um fundo mútuo, de todos. É como se as contribuições fossem depositadas em um grande cofre. Todos contribuem para um fundo coletivo. Sua principal característica é a solidariedade.

No entanto, a patrocinadora faz depósitos para o plano, e não para o participante. O plano BD é formado por um grupo mutualista, sendo que o patrimônio é um bem comum, compartilhado por todos. Essa característica é a que permite os benefícios de risco,tais como, o pecúlio, a pensão por morte e a aposentadoria vitalícia.

Contribuição Extraordinária ? o que é?

A contribuição extraordinária é uma contribuição esporádica, pois depende do resultado da avaliação atuarial e adicional ao valor mensal da contribuição realizada pelo Participante ou Assistido, caso haja déficit estrutural no Plano.

Fiz adesão ao Plano Saldado, sou viúvo e com filhos maiores de idade. Em caso de falecimento algum herdeiro pode fazer saque do meu saldo?

O plano Saldado é um Plano BD ( Benefício Definido). Porém, ele se caracteriza pela interrupção definitiva do pagamento das contribuições previdenciais normais e da joia ao plano, mantendo-se o direito à percepção proporcional ou integral do benefício, originalmente contratado.

Em caso de falecimento, não havendo habilitação de beneficiários legais para percepção de Pensão por Morte, tais como, esposa, companheira, filhos menores de idade (até 21 anos) , universitários (até 24 anos) ou filhos inválidos, o saldo remanescente retornará ao plano, em função da sua característica solidária e mutualista.